quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Ao crepúsculo do dia preciso purificar-me;
asserenar a alma
deixar transparecer
fortalecer
deixar de ter horror mórbido á vida, ao invés de morrer.
proteger o que é tão difícil acontecer
torna-me querido
absolto
Amativo
sonhar com amor infinito
já enfraquecido pelo pecado abusivo
predestinado a ser recostruído com afeto e carinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário